Família oferece recompensa de R$ 1mil por cão desaparecido

TERESINA - O ano de 2016 chegou com um vazio para as irmãs Lili Lopes e Conceição Vieira. Elas têm sentido a falta do cachorro da raça spti...

TERESINA - O ano de 2016 chegou com um vazio para as irmãs Lili Lopes e Conceição Vieira. Elas têm sentido a falta do cachorro da raça sptiz alemão, chamado de Duke, desaparecido na noite de réveillon, em um sítio localizado na zona rural de Teresina. Ele teria se assustado com os fogos de artifício de fugido. A família tem convivido com a saudade e tem oferecido à quantia de R$ 1.000 para quem achar o cachorro.

Família tem feito campanha nas redes sociais em busca de Duke (Foto: Reprodução/Facebook)
O réveillon é uma época do ano temida pelos cães. Eles se assustam com o barulho alto e ensurdecedor dos fogos de artifício e do clarão que se espalha pelo céu. O que para os humanos é algo divertido e bonito de se apreciar, para os cães é abominável, causa desconforto, medo e pode gerar traumas.

“Tudo aconteceu quando entraram no quarto onde eu estava com o Duke e ele escutou os fogos que soltaram despretensiosamente. Estou abalada e minha irmã, nem se fala”, relatou Lili Lopes.
A família passava a noite da virada de ano em um sítio localizado no região do Chapadinha Sul, nas imediações do km 22 da BR-316, saída localizada ao Sul de Teresina. Do sítio até a rodovia são cerca de 1 mil metros de distância. Elas suspeitam de que ele possa estar nas imediações do sítio ou ter ido em direção à rodovia.

“Já pagamos homens para tentar achar ele nas proximidades, mas não encontraram nenhum vestígio. A gente espera que ele esteja acuado, por perto, ainda com medo dos fogos”, acredita Lili Lopes.

Duke ia completar três anos de idade em fevereiro. Toda a família espera ansiosa pela volta do cachorro e tem mobilizado, nas redes sociais, uma campanha para facilitar o resgate.
“Estamos oferecendo R$ 1.000 para quem achar o nosso Duke. Um cão muito carinhoso, que falta é falar de tanto amor que ele tem por mim, minha irmã, minha mãe e a todos. Tenho certeza de que vamos encontra-lo”, destaca Lili.

Já Conceição Vieira acompanha, de São Paulo (SP), bastante comovida às buscas por Duke. Para ela, o ano de 2016 começa triste.

“Tive que me mudar pra São Paulo e ele ficou com a minha mãe em Teresina , que é viúva e se viu morando sozinha depois que eu e minha irmã nos mudamos  Ela voltou todo o carinho e atenção pra ele. Foi péssimo saber do sumiço do Duke”, desabafa.

Quem tiver informações sobre o cachorro pode entrar em contato pelos telefones: (86) 98827-6996, 99982-2886, 99926 1978 ou 99922 6477.

G1

Veja também

TERESINA 9180788902955996722

Postar um comentário

Últimas Notícias

item