Delegado vai pedir prisão de suspeito de atirar contra Chambinho do Acordeon

TERESINA - O delegado titular do 12º Distrito Policial, Ademar Canabrava, informou nesta quarta-feira (17) que vai pedir a prisão do ex-sol...

TERESINA - O delegado titular do 12º Distrito Policial, Ademar Canabrava, informou nesta quarta-feira (17) que vai pedir a prisão do ex-soldado do Exército, Romário Ricardo da Silva, 31 anos. Ele confessou ter atirado contra o carro do cantor Chambinho do Acordeon na madrugada do último dia 30. Mais uma pessoa ainda deve ser ouvida sobre o caso. 

Foto: Maria Romero/Cidadeverde.com
Segundo o delegado, o proprietário da motocicleta utilizada no atentado contra o cantor será ouvido. Ele é cunhado do suspeito. "Vamos ouvir apenas ele, proprietário da moto, e depois vou pedir a prisão do suspeito", informou o delegado. 

O homem deve responder por tentativa de homicídio. Segundo Romário, os tiros foram disparados por engano contra o artista. Ele contou ao Cidadeverde.com no último dia 4 que disparou para se defender porque achou que estava sendo perseguido após uma briga. 

A confusão teria tido inicio no bar Bendito, na zona Leste de Teresina. Saindo do local ele afirmou que um veículo semelhante ao de Chambinho começou a lhe perseguir pelas ruas da região. Quando o carro parou no sinal, sem descer da moto que pilotava, ele disparou quatro vezes. 

“Eu não botei para matar. Pode ver que os tiros ficaram dispersos. Eu só queria assustar porque esse cara estava armado com um facão no bar onde a gente estava. Eu nem sabia que no carro estava o Chambinho”, afirmou o ex-militar na ocasião. 

Fonte: Cidade Verde

Veja também

TERESINA 5651306310543443882

Postar um comentário

Últimas Notícias

PUBLICIDADE

item