Emoção marca missa de 7º dia em memória de Joana Batista

SÃO JOÃO DA CANABRAVA - Amigos e familiares participaram da missa do 7º dia de Joana Raimunda de Sousa Batista, na noite dessa sábado (27) ...

SÃO JOÃO DA CANABRAVA - Amigos e familiares participaram da missa do 7º dia de Joana Raimunda de Sousa Batista, na noite dessa sábado (27) na Igreja de Nossa Senhora Aparecida, no bairro Aparecida, onde residia, em São João da Canabrava. Ela morreu no dia 20 de fevereiro, vítima de acidente de trânsito.

Emoção marca missa de 7º dia em memória de Joana Batista. (Foto: Rosário Sousa)
Fábia Lima, sobrinha de Joaninha
Na missa marcada de muita saudade, foi difícil não conter a emoção. Em entrevista ao Canabrava News, amigos e familiares deixaram depoimentos sobre Joaninha, como era conhecida. Emocionada, a sobrinha Fábia Lima, contou da alegria, da fé e da caridade, qualidades de dona Joaninha. 

“Tia Joaninha era uma pessoa muito de fé e muito alegre, toda vez que ela encontrava a gente ela já dizia uma piada, mesmo nas horas de sofrimento ela sempre tinha algo para dizer para ver você feliz e nos momentos de tristeza ela tirava uma lição, ela conseguia arrancar um sorriso das pessoas mesmo nas horas mais difíceis. Ela era muito católica mesmo, ela gostava muito de rezar os terços, ir para igreja e era muito caridosa, ela cuidou da mãe do meu pai como se fosse filha, então eu tenho certeza que Deus escolheu um bom lugar para ela”, disse Fábia Lima.

O amigo Alessandro Alves, dono de van, contou histórias sobre as viagens em que fez com a senhora Joaninha, e de como ela gostava de música. 

Alessandro Alves, amigo de Joaninha. 
“Falar de Joaninha é um grande prazer, pessoa muito boa, animada, ela gostava muito de música. Uma vez fomos para Juazeiro e ela queria que o som fosse topado, ela dizia que para ela só dava certo se o som estivesse topado. Em todas as viagens, daqui para Picos ou para onde fosse, ela era sempre muito animada, que pena que ela se foi. A gente tinha até organizado uma viagem para Juazeiro, e não chegou acontecer, era para acontecer no final do ano passado, mas ela disse que não dava certo por que estava cuidando do pai e até junho a gente faria essa viagem, mas infelizmente ela se foi e com certeza está em um lugar melhor que esse aqui e o que eu desejo para ela e a família dela é tudo de bom”, disse Alessandro Alves, amigo de Joaninha. 

Morte - Por volta das 18h30 de sábado (20) uma colisão envolvendo duas motocicletas vitimou a senhora Joana de Sousa Batista, 55 anos, residente no bairro Aparecida, em São João da Canabrava.

O acidente aconteceu próximo a Unidade Básica Avançada de Saúde - UBAS, no bairro Currais. Informações preliminares dão conta de que a senhora Joana, mais conhecida como Joaninha, vinha do bairro Aparecida para a casa de seu pai, em São João do Canabrava, quando colidiu frontalmente com outra motocicleta.

A vítima foi socorrida com vida e encaminhada ao Hospital Regional Justino Luz, em Picos, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e veio a óbito.

Segundo informações, o condutor envolvido no acidente, que não teve a identidade revelada, prestou socorro a senhora Joana e não teve ferimentos graves. A nossa equipe de reportagem esteve no local do acidente e conversou com alguns populares, mas ninguém soube informar o que teria provocado a colisão.

Joana de Sousa Batista era casada e mãe de três filhas. A alegria de dona Joaninha era a sua marca registrada e na cidade o clima é de muita comoção. 





Fotos: Rosário Sousa


Veja também

SJC 7039329088819039105

Postar um comentário

Últimas Notícias

item