Transporte Alternativo terá novo itinerário em Picos

Os veículos intermunicipais de transporte de passageiros terão seu itinerário alterado a partir desta terça-feira (16), em Picos. Os novos ...

Os veículos intermunicipais de transporte de passageiros terão seu itinerário alterado a partir desta terça-feira (16), em Picos. Os novos pontos para embarque e desembarque serão o Picoense Clube, o Estádio Municipal Helvídio Nunes e as praças João de Deus Filho e Antenor Neiva, situadas nas proximidades da penitenciária feminina e do Hospital Regional Justino Luz, respectivamente.

Imagem: Reprodução/EL Turismo
Os veículos que vêm do sentido Leste pela BR 316 se deslocarão ao Centro da cidade através do bairro Boa Sorte e, depois, pela Rua Marcos Parente. Outro corredor de acesso será a Avenida Severo Eulálio, ruas São Sebastião, Marcos Parente e Nossa Senhora de Fátima. As vans também poderão se deslocar pelas ruas Nossa Senhora de Fátima, depois, Marcos Parente ou ruas São Sebastião e Padre Madeira até o Picoense Clube.

De acordo com o secretário de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana, Manoel Vieira, as mudanças no itinerário passam também pela zona amarela, onde ficará proibido o trânsito de transportes alternativos nos principais corredores da cidade: Avenida Getúlio Vargas, ruas Coelho Rodrigues, Santo Antonio, São José, Coronel Francisco Santos e Praça Félix Pacheco.

“Isso já foi colocado em reuniões aos donos de vans. Esperamos a compreensão. Os pontos que estão sendo ofertados ficam próximos ao Centro de Picos e, portanto, não causarão transtornos para os passageiros e proprietários de vans. Esperamos que, com essa medida, nós possamos dar maior fluência ao trânsito na cidade, principalmente, nessa zona mais conflituosa”, ressalta o secretário.

Edimar Lima não aprova  o novo itinerário para o Transporte Alternativo. (Foto: Antonio Rocha)
A medida visa desobstruir o trânsito no centro da cidade, mas não agradou quem trabalha com o transporte alternativo. Para o proprietário de van, Edimar Lima, a medira irá prejudicar os usuários, que dependem diariamente do transporte alternativo.  

“Quem está sendo prejudicado com essa medida é o usuário, pessoas limitadas a mobilidade, hoje quem usa o nosso transporte alternativo são pessoas que não tem habilitação, que não sabem dirigir, que dependem desse transporte para vir até a cidade de Picos. Hoje a  van é uma solução para o transporte na cidade de Picos, existem outros problemas primários, como carro de som que anda muito lento, cargas e descargas de caminhões em horários de pico, veículos irregulares, ônibus irregulares, feiras me calçadas, tudo isso atrapalha o transito”, pontou.    

Com informações da CCOM 

Veja também

SJC 6909864545378163643

Postar um comentário

Últimas Notícias

PUBLICIDADE

item