Zona Amarela gera revolta entre condutores de vans

PICOS - A implantação da Zona Amarela em Picos tem gerado muitos conflitos entre condutores de vans e Secretaria de Transporte, Trânsito e ...

PICOS - A implantação da Zona Amarela em Picos tem gerado muitos conflitos entre condutores de vans e Secretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana (STTRANS). Isso porque Zona Amarela tem o objetivo de delimitar pontos de estacionamento e tráfego de transportes alternativos e alternativos escolar, além de cobrar uma taxa de R$: 150,00 mensais de estacionamento.

Vans terão pontos específicos para embarque e desembarque de passageiros. (Foto: Antonio Rocha)
A criação da Zona Amarela tem o objetivo de delimitar pontos de estacionamento e trânsito de transportes alternativos e alternativos escolar. De acordo com o secretário do STTRAM, Manoel Vieira, a medida deve entrar em vigor a partir de amanhã (18). Além da nova zona a ser implantada, o STTRANS deverá solicitar um cadastro das vans que circulam em Picos a fim de detectar possíveis veículos irregularidades.

Com a medida, as vans teriam pontos determinados de parada como próximo ao Estádio Municipal, 20 vagas; nas mediações do Picoense Club, 60 vagas; Praça João de Deus Filho e Praça Antenor Neiva, com 20 vagas cada. Os condutores desse transporte não poderiam ainda passar ou parar pela Avenida Getúlio Vargas e Praça Félix Pacheco.

Por conta dessa medida do STTRANS os motoristas de coletivo buscaram apoio com vereadores municipais e empresários de Picos. Nesta manhã (17) os vereadores Rinaldinho, Fátima Sá e Diógenes Medeiros se reuniram com Manoel Vieira e o Ouvidor Municipal, Zacarias Teixeira para intermediar um acordo entre a secretaria e motoristas.

Neto Crispim, que faz linha de Itainópolis a Picos, argumenta que essa nova determinação irá prejudicar, principalmente, o passageiro que depende deles para chegar ao seu destino. O que os motoristas pedem é um acesso de entrada e saída do centro de Picos que dê acesso aos principais pontos de comércio.  

“A gente é a favor de organizar o trânsito de Picos, mas na condição da gente entrar e sair, a vam não atrapalha, ela contribui com o comércio de Picos. Buscamos apoio de vereadores de Picos, já conversamos com comerciantes da cidade também. A gente vai esperar a decisão deles, estamos fazendo apelos para resolvermos essa parte, porque do jeito que eles querem a gente não vai aceitar”, declarou Neto Crispim.

Sobe a possibilidade de realizarem uma manifestação em Picos, os motoristas declararam que estão tentando resolver da maneira mais pacífica, com o diálogo. Amanhã (18), na Câmara Municipal, haverá uma reunião com os motoristas e representantes da administração municipal para tratarem do assunto.  

Fonte:  Portal O Povo

Veja também

SJC 6711279436880935729

Postar um comentário

Últimas Notícias

PUBLICIDADE

item