Caso Isaac: Advogados de defesa são incorporados ao processo

PICOS - O réu Martim Borges da Silva, acusado de matar o garoto Isaac José Luz de Sousa com um tiro de espingarda, será representado por do...

PICOS - O réu Martim Borges da Silva, acusado de matar o garoto Isaac José Luz de Sousa com um tiro de espingarda, será representado por dois advogados durante o júri popular que acontece nesta quinta-feira, 07. Após a saída da advogada Marilene Vera, o mesmo seria representado pela Defensoria Pública.

Isaac José Luz, morto no dia três de março de 2014. (Foto: Antonio Rocha)
De acordo com o assistente de acusação, Maycon Luz, os advogados André Luís Lage e Luiz Fernando Muniz Carvalho são de Araripina. Porém, sua incorporação ao processo, não modifica nada no julgamento.

“Semana passada dois advogados se habilitaram no processo como defensores do réu, mas isso não modifica nada. A expectativa da acusação é a mesma, conseguir a condenação do réu Martim Borges na pena máxima”, disse o advogado Maycon Luz.

O réu é processado pelos crimes de homicídio doloso, omissão de socorro e posse ilegal de arma de fogo.

O assistente de acusação acredita ainda que a defesa tentará reduzir a pena. “Acredito que eles irão utilizar a tese do homicídio culposo, quando não se tem a intenção de matar, mas nós já estamos preparados para combater essa tese e comprovar perante o júri que o homicídio foi intencional, ou ao menos ele assumiu o risco de matar a criança no momento em que municiou uma arma com um projetil impróprio”.

Enquanto a defesa do réu estava sob a jurisdição da Promotoria Pública nenhuma testemunha havia sido arrolada. Porém com a incorporação dos novos profissionais, a ex-companheira do acusado irá testemunhar a seu favor.

O júri acontecerá no Fórum Senador Helvídio Nunes e deve movimentar um grande número de pessoas entre elas familiares do garoto Isaac e estudantes de direito.

Fonte: Picos 40 Graus


Veja também

PICOS 1978795755617789837

Postar um comentário

Últimas Notícias

item