Bando com fuzis explode banco e um morre em confronto com a PM

PIAUÍ - Oito homens fortemente armados com fuzis explodiram a agência do Banco do Brasil da cidade de Curimatá, a 775 km de Teresina, no in...

PIAUÍ - Oito homens fortemente armados com fuzis explodiram a agência do Banco do Brasil da cidade de Curimatá, a 775 km de Teresina, no início da madrugada desta quinta-feira (5). Durante perseguição, um dos assaltantes acabou sendo morto em troca de tiros com os policiais. A mesma agência já havia sido alvo de criminosos há dois anos, quando um bando também explodiu o local.

Agência de Curimatá ficou totalmente destruída com a explosão (Foto: Divulgação/Polícia Militar)
De acordo com o comandante do policiamento do interior, coronel Paulo de Tarso, os criminosos chegaram à cidade em um carro e fizeram moradores que estavam em bares e estabelecimentos próximos como reféns para dificultar a reação da polícia. Apesar de terem explodido a agência, os bandidos não conseguiram levar o dinheiro porque foram surpreendidos em seguida pelos policiais.

"Quando houve a explosão a polícia já chegou de imediato e ocorreu o primeiro confronto. Eles usaram moradores como reféns e fugiram usando eles como escudo, mesmo assim os policiais seguiram até quando o pneu do carro usado pelo bando furou e os reféns foram libertados. Nessa hora, a perseguição endureceu e houve outro confronto, no qual um dos suspeitos foi baleado", explicou.

Ainda conforme o coronel, após deixarem os reféns, os bandidos abandonaram o carro, passaram para outros dois veículos e empreenderam fuga em duas direções: uns para Avelino Lopes e outros para Morro Cabeça no Tempo. Policiais militares, civis e homens da Companhia de Polícia de Ações em Caatinga da Bahia (Cpac) realizam um cerco na região para tentar capturar o restante do bando.

A agência ficou destruída com a explosão. O coronel Paulo de Tarso informou ainda que o policiamento na região já estava reforçado devido aos pagamentos realizados nesse período do mês e a grande circulação de dinheiro. Segundo a polícia, a região possui um histórico de assaltos por ficar numa área próximo a divisa com o estado da Bahia. A suspeita é de que os bandidos sejam oriundos de Pernambuco e da Bahia. Nenhum refém se feriu durante a ação.

Fonte: G1

Veja também

POLÍCIA 9204673956728632750

Postar um comentário

Últimas Notícias

item