River perde dentro de casa para o Remo

TERESINA - O jogo entre River e Remo antes mesmo de começar mostrou que teria contornos dramáticos. Com uma hora e quinze minutos de atraso...

TERESINA - O jogo entre River e Remo antes mesmo de começar mostrou que teria contornos dramáticos. Com uma hora e quinze minutos de atraso, por conta de uma das torres com refletores do estádio Albertão que não ligava. Com a bola rolando nada de sorte para o River que conheceu uma nova derrota na noite de ontem (5) e, em três jogos, tem apenas um ponto dentro do Brasileiro Série C. O jogo terminou 2 a 1 para o Leão, com gols de Brinner e Edno para o Remo, Totty descontou para o River. 

River começou a partida no ataque, buscando vencer o adversário (Fotos: Assis Fernandes/ O Dia)
A equipe do River encarou o Remo na noite de ontem (5). O Galo começou a partida no ataque, precisando vencer dentro da competição por conta dos maus resultados recentes. Mas a equipe do Remo deu um verdadeiro banho de água fria no Tricolor. Logo aos nove minutos, Brinner abriu o placar para o time paraense. Em cobrança de falta batida por Yuri e Brinner sobe livre e cabeceia no gol de Naylson. O River seguia com maior posse de bola e buscando o empate. 

O gol de empate do River saiu aos 19 minutos com Totty. O lateral direito cobrou uma falta certeira no gol de Fernando Henrique. O arqueiro do Remo na reposição ficou com a bola na mão até sair da área, originando uma falta na entrada da pequena área. Aos 27 minutos o treinador do Remo, Marcelo Veiga, faz sua primeira substituição tirando Jussandro e colocando Levy em campo. 

O River tenta de toda forma o gol da virada. Uma das melhores oportunidades surge com Fabinho aos 32 minutos. O atacante chega até a linha de fundo e chuta forte em cima do goleiro Fernando, que defende. Diego Lira tenta o rebote, mas é travado pelo marcador. Com 39 minutos cartão amarelo para Yuri, do Remo. 

Com 46 minutos, o torcedor do River vê o segundo gol do Remo sair com o estreante Edno. Renan Oliveira perde a bola no meio do campo, Levy dispara pela lateral esquerda e enfia a bola para Edno cabecear, sem chances para o goleiro Naylson. 



Início de segundo tempo, Capitão coloca Rafael Araújo em campo e tira Renan Oliveira. Com isso, Jadson volta na etapa complementar jogando na lateral esquerda. O Galo volta mais ofensivo e buscando o empate. Mas pecava no último passe. 

A bola parada, com cobranças de falta de Totty seguia sendo as melhores oportunidades do River. Aos 16 minutos, o lateral bate falta e por muito pouco não marca seu segundo na partida. Logo em seguida, Totty bate escanteio, Fabinho tenta de cabeça, mas passa direito. 

Capitão promove mais duas mudanças. Saem Rogério e Xuxa para entrada de Esquerdinha e Thiago Dias. O River abusa das chances perdidas. Com 26 minutos, Fabinho recebe a bola na entrada da pequena área e chuta rasteiro e por muito pouco a bola não entra. Aos 29 minutos, a sorte continua mostrando que não esta ao lado do River. Falta batida por Totty e a bola passa por todo e bate na trave. O River continuava atacando, mas pecava na falta de capricho dos atacantes ou falta de sorte. 

O River permanecia bombardeando o goleiro Fernando Henrique, mas a bola caprichosa não entrava. Fabinho foi o principal nome do Galo no segundo tempo. Aos 43 minutos, lance polêmico com Esquerdinha dentro da pequena área, mas o juiz Gledson Santos manda seguir o jogo. 

O River se reapresenta na terça-feira (7). O Galo volta a campo no próximo domingo (12, quando enfrenta o ASA, de Arapiraca, fora de casa. O jogo é válido pela quarta rodada do Brasileiro Série C.

Edição: Luís Carlos de Oliveira
Por: Pâmella Maranhão - Jornal O DIA

Veja também

PIAUÍ 199901587805231361

Postar um comentário

Últimas Notícias

item