Prefeito diz que teme morrer e pede reforço policial

PIAUÍ - A campanha eleitoral de rua ainda não começou, mas os confrontos políticos já tão o tom de que as eleições podem, inclusive, vira...


PIAUÍ - A campanha eleitoral de rua ainda não começou, mas os confrontos políticos já tão o tom de que as eleições podem, inclusive, virar caso de polícia. Essa semana, um casal sofreu atentado político no município de Guaribas, a 635 km de Teresina. Hoje, o prefeito Claudinê Matias (PP) também confirmou que está sofrendo ameaças. Na terça-feira (09), Jhony Batista da Silva e sua esposa, Edna Rodrigues, sofreram tentativa de homicídio na cidade durante um atentado político. 

Prefeito de Guaribas, Claudinê Matias (PP). (Foto: Reprodução)
Jhony é publicitário e assessor de comunicação do prefeito de Guaribas, Claudinê Matias (PP). O gestor revelou ao Cidadeverde.com que o funcionário já tinha lhe informado que estava sendo ameaçado. O chefe do executivo municipal afirma que a vítima, inclusive, chegou a registrar Boletim de Ocorrência na delegacia de Polícia Civil do município, mas nenhuma providência foi tomada.

“Ele [Jhony] me contava que outro grupo político o ameaçava através de mensagens e ligações telefônicas. Eles cumpriram o que prometeram e eu temo morrer porque também sofro ameaças por meio de palavras, intimidações”, desabafa o prefeito. Jhonny teria sido jurado de morte em uma discussão ocorrida dias depois da convenção partidária que homologou a candidatura de Claudinê.

Prefeito de primeiro mandato, Claudinê tenta reeleição em 2016. O gestor descreve que o clima político em Guaribas é “assustador” e alguns grupos políticos agem de forma “ditatorial”. “Todos nós estamos com medo, desesperados. A família de Jhony está muito apreensiva”, detalha o prefeito.

A Polícia Civil está investigando o caso e procura suspeitos do crime. Para tentar conter os ânimos na cidade e evitar mais atentados políticos, o prefeito solicitou ao comando de policiamento regional de São Raimundo Nonato aumento na segurança. De acordo com o gestor, o reforço foi prometido, mas ainda não chegou nenhum efetivo a mais no município.

A assessoria de comunicação da Polícia Militar esclarece que não recebeu nenhuma solicitação oficial dessa natureza.  

Casal não corre risco de morte

Jhonny e Edna Rodrigues permanecem internados em Floriano e não correm risco de morte. De acordo com informações do Hospital Regional Tibério Nunes, os projéteis alojados nos corpos das vítimas já foram removidos. A mulher foi atingida no braço e em um dos seios e passa por avaliação médica para ser transferida para a enfermaria. Já Jhony Batista da Silva foi alvejado na mão, ombro e barriga e permanece na Unidade de Terapia Intensiva.

Fonte: Cidade Verde

Veja também

POLÍCIA 585440535363031595

Postar um comentário

Últimas Notícias

item