Picoense vence eliminatória e busca por medalha na final da canoagem

Atualizada às 9h30 Vai buscar medalha! Com o 2º melhor tempo (54.887), o piauiense Luis Carlos Cardoso vence sua bateria e se classific...

Atualizada às 9h30

Vai buscar medalha! Com o 2º melhor tempo (54.887), o piauiense Luis Carlos Cardoso vence sua bateria e se classifica direto para disputar a final da KL1 masculina. A briga por medalhas acontece amanhã (15), também na Lagoa Rodrigo de Freitas.

Matéria original

RIO - O caminho até as Paraolimpíadas não foi fácil para o piauiense Luís Carlos Cardoso. Bicampeão mundial na canoa (VL1 200m), Luís Carlos precisou se adaptar ao caiaque para seguir com o sonho da medalha olímpica. Na trajetória até a convocação, inúmeros títulos e provações. Ele desbancou o tetracampeão mundial Fernando Fernandes e até então favorito a vaga do Brasil no caiaque, categoria KL1. E hoje, na Lagoa Rodrigo de Freitas, o atleta natural de Picos inicia a briga por uma medalha nos Jogos Paraolímpicos do Rio. A Na canoagem, piauiense inicia busca por medalha nos Jogos Paraolímpicos disputa da fase classificatória começa às 9h. 


Tricampeão Mundial, Luis Carlos quer uma medalha olímpica na sua coleção (Foto: Divulgação)

Ex-dançarino e coreógrafo do cantor Frank Aguiar, o paratleta piauiense descobriu que tinha uma bactéria alojada na medula óssea e, por conta disso, foi perdendo o movimento da perna. Nesta época, ele se viu impedido de fazer o que tanto amava: dançar. Com o objetivo de dar a volta por cima, o piauiense se dedicou ao esporte e encontrou na paracanoagem a chance de voltar a amar e se dedicar a algo. 

Luís Carlos Cardoso é tricampeão mundial no caiaque e na canoa, tricampeão pan-americano, hexacampeão Sul-americano e nove vezes campeão brasileiro. Um currículo impecável e, no que depender do atleta, vai ganhar mais um título, o maior que um paratleta pode conquistar: uma medalha paraolímpica. Luís Carlos participou da cerimônia de abertura dos Jogos Paraolímpicos, no dia 09 de setembro. O momento gerou muita comoção no atleta, que lembrou de todo o esforço necessário para viver aquele momento. “É maravilhoso poder estar aqui. Foram quatro anos de muita luta, dedicação para poder chegar até aqui, mas eu cheguei”, disse Luís Carlos. Sem folga, mesmo depois da participação na abertura, Luís Carlos se manteve em treinamentos até ontem (13) 

Ao lado do seu treinador Akos Angyal, Luís Carlos Cardoso fez uma preparação toda diferenciada pensando nos Jogos Paraolímpicos. Eles chegaram a realizar 11 treinos na semana. O piauiense se mostra confiante e acredita que se conseguir aplicar tudo que treinou a medalha vai vir. “Confesso que não estou muito preocupado. Eu tenho que fazer na água tudo o que eu aprendi nos últimos anos. Que vença o melhor, o que estiver mais bem preparado”, declarou o paratleta. 

Além de Luís Carlos Cardoso, que compete na categoria KL1, o Brasil terá outros quatro representantes: Débora Benevides e Igor Alex Tofalini, na categoria KL2; assim como Mari Santili e Caio Ribeiro, na categoria KL3. As disputas acontecem hoje (14) com as classificatórias. A briga por medalhas acontece amanhã (15) também na Lagoa Rodrigo de Freitas.

Fonte: Portal O Dia

Veja também

PICOS 2031272972515960694

Postar um comentário

Últimas Notícias

item