"Só Deus para dar conforto", diz pai de mortos em chacina

PIAUÍ - O velório das quatro vítimas da chacina no município de Francisco Santos, a 355 km de Teresina, foi marcado por comoção. Em entre...


PIAUÍ - O velório das quatro vítimas da chacina no município de Francisco Santos, a 355 km de Teresina, foi marcado por comoção. Em entrevista à TV Cidade Verde, o patriarca da família, Antônio Raimundo da Silva, desabafou e relatou o momento em que chegou à residência e viu os corpos da mulher, dos dois filhos e do sobrinho estendidos no chão. 

Foto: Reprodução
 O crime ocorreu na noite da última segunda-feira (26), na localidade Belmonte, zona rural do município. No momento da chacina, Antônio Raimundo estava em um ato político, na localidade Boa Viagem, distante 10 km do local onde residia com a família. 

"Não tenho palavras. A pessoa sai de casa, deixa a família e quando chega, acha todos naquela situação. Só Deus para dar conforto e coragem. Eu me acho um cara muito resistente porque ainda tô vivo, vendo tudo o que está acontecendo na minha família", lamentou Antônio Raimundo. 

A Polícia Civil do Piauí ainda não tem suspeitos de praticarem o crime. Já a Polícia Militar acredita em vingança, uma vez que, nenhum objeto foi levado da casa ou das vítimas. 

"Ouvi três disparos e depois mais três...Foi o que eu ouvi. Depois, entrei para dentro de casa e não saí mais. Tranquei a porta e não saí mais fora de jeito nenhum", disse a vizinha Francisca Isaura da Silva.

As vítimas foram identificadas como Aildo Apolinário da Silva (que seria o alvo dos criminosos), além dos irmãos Fernando Collor da Silva e Francinaldo Antônio da Silva e da matriarca Maria Teresa Silva.

Fonte: Cidade Verde

Veja também

POLÍCIA 7885673412719372346

Postar um comentário

Últimas Notícias

item