No Dia do Médico, cardiologista fala sobre doenças do coração

PICOS - Nesta terça-feira, 18 de outubro, é comemorado o Dia do Médico, profissão dedicada a salvar vidas. E para celebrar e homenagear...



PICOS - Nesta terça-feira, 18 de outubro, é comemorado o Dia do Médico, profissão dedicada a salvar vidas. E para celebrar e homenagear estes profissionais que com zelo e dedicação cuidam do próximo, o Canabrava News entrevistou o cardiologista Francisco Beserra, mais conhecido por Dr. Beserrinha. O assunto, as doenças cardíacas e seus sintomas.

Uma das doenças silenciosas que mais tem acometido a população brasileira são os problemas cardiovasculares, como a insuficiência cardíaca. Segundo dados divulgados em 2014, do Registro Brasileiro de Insuficiência Cardíaca, cerca de  50 mil pessoas morrem todos os anos por complicações da doença no país. Os números são ainda mais alarmantes quando 100 mil novos diagnósticos são feitos anualmente.

Francisco Beserra, cardiologista - Foto: Reprodução
O médico cardiologista  Francisco Beserra, faz um alerta que neste período onde as temperaturas estão mais altas, ocorre um aumento na pressão arterial e acelera os batimentos cardíacos, quando estes associados a atividades físicas.

"Nós vivemos num clima tropical, de em torno de 40º graus e o próprio treino favorece a elevação da pressão arterial. Outros fatores de risco pra induzir uma pessoa a ter problema de coração são hipertensão arterial (pressão alta), diabete, tabagismo, etilismo, sedentarismo, obesidade, consumo exagerado de sal, gordura, açúcar e de outros alimentos que não fazem bem a saúde", explicou o cardiologista.

Ainda segundo o médico, as patologias cardiovasculares são as mais importantes na causa de mortes e sequelas. Por esta razão, o cardiologista orienta que é importante que a partir dos 25 anos a pessoa realize com frequência exames de rotina, como hemograma, glicemia, colesterol dentre outros.

Hereditariedade nos problemas de coração

Quando o assunto são problemas no coração, um dos fatores que gera receio nas pessoas é a hereditariedade nos casos dentro de uma mesma família. De acordo com Francisco Beserra nós herdamos a predisposição hereditária, mas hábitos saudáveis podem diminuir os ricos de desenvolver a doença.

"Mas se você corrige estes fatores praticando atividade física, evita o consumo de alimentos ruins e mantém seu peso adequado, seguramente você não terá problemas cardíacos", enfatizou o médico.

Sintomas de insuficiência cardíaca

Os sintomas mais comuns da insuficiência cardíaca são:
Falta de ar na atividade física ou logo após estar deitado por um tempo;
Tosse;
Inchaço dos pés e tornozelos;
Inchaço do abdômen;
Ganho de peso;
Pulso irregular ou rápido;
Sensação de sentir o batimento cardíaco (palpitações);
Dificuldade para dormir;
Fadiga, fraqueza, desmaios;
Perda de apetite, indigestão;
Diminuição da atenção ou concentração;
Redução do volume de urina;
Náuseas e vômitos;
Necessidade de urinar durante a noite;
Bebês podem apresentar suor durante a alimentação (ou outra atividade).

Veja também

SAÚDE 7775010651093174173

Postar um comentário

Últimas Notícias

PUBLICIDADE

item