Prefeita de Jaicós exonera comissionados após perder eleições

JAICÓS - Depois de ter sido derrotada na tentativa de se reeleger prefeita, Waldelina Crisato (PRP), decidiu cancelar todos os contratos ...


JAICÓS - Depois de ter sido derrotada na tentativa de se reeleger prefeita, Waldelina Crisato (PRP), decidiu cancelar todos os contratos de mais de 100 servidores comissionados da cidade de Jaicós, localizada a 364 km ao Sul de Teresina. Na eleição deste ano, a gestora ficou em terceiro lugar com 2.330 dos 10.530 votos apurados.


Waldelina Crisato (PRP). (Foto: Reprodução)

O município de Jaicós possui 18.725 habitantes, segundo estimativa feita em 2016 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O decreto nº 116/2016 foi publicado no Diário Oficial dos Municípios, na edição do dia 5 de outubro. 

Nele, a prefeita decide “rescindir todos os contratos referentes a prestadores de serviços bem como quaisquer modalidades de contratação que geram vínculo empregatício”, com efeitos a partir de 3 de outubro, um dia após as eleições.

Os pouco mais de 100 servidores deveriam ser exonerados somente no dia 31 de dezembro, quando se encerra esta gestão. Procurada pelo G1, Waldelina Crisanto afirmou que a medida não foi tomada em decorrência da derrota neste pleito. Ela afirma, ainda, que pretende convocar os servidores de acordo com a necessidade.“Fizemos isso para diminuir as despesas. Temos que entregar a prefeitura limpa. Vamos renomear de acordo com a necessidade. Se tivesse sido reeleita não precisava tomar essa decisão”, explicou a prefeita de Jaicós.

A gestora disse ainda esperar contar com a compreensão dos servidores comissionados municipais que foram exonerados, antes do encerramento do mandato.

“Se fosse pra eu assumir de novo não precisaria fazer isso, pois ficaria na mesma gestão. Como vai ser outra gestão tenho que entregar as contas limpas. Todos vão ter que me entender agora, pois eu preciso fechar a folha”, disse.

O G1 perguntou quantos servidores efetivos, bem como, quantos servidores comissionados foram contratados pela prefeitura. Foi questionado, ainda, o valor que seria economizado com as exonerações. Em resposta, Antônio Crisanto, marido e assessor de Waldelina Crisanto, disse que a Prefeitura não possui as informações porque um levantamento ainda está sendo feito.

O G1 tentou também contato com representantes dos servidores municipais, mas não conseguiu localizar nenhuma entidade.

Waldelina Crisanto não obteve êxito nestas eleições ficando em terceiro lugar. Nenen da Edite (PSD) deve ser o próximo prefeito do município, eleito com 4.322 votos, ou seja, 43,96%.

Veja também

PIAUÍ 610105502852497965

Postar um comentário

Últimas Notícias

item