Docentes da UFPI decidem pela não deflagração de greve

PIAUÍ - Os docentes da Universidade Federal do Piauí (UFPI) decidiram durante Assembleia Geral Extraordinária, pela não deflagração de gr...


PIAUÍ - Os docentes da Universidade Federal do Piauí (UFPI) decidiram durante Assembleia Geral Extraordinária, pela não deflagração de greve. A assembleia ocorreu simultaneamente em todas as Regionais da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Piauí (ADUFPI). Foram 201 votos a favor, 122 votos contra e 14 abstenções, totalizando 337 votos em todas as Regionais.

Foto: ADUFPI
Para que a greve fosse deflagrada eram necessários 224 votos a favor. Ou seja, 2/3 de votos favoráveis dos docentes presentes nas assembleias em todas as Regionais, conforme o Regimento Interno da ADUFPI.

“Entendemos que é um momento muito importante que o país passa, devido a todos esses pacotes de maldades impostas pelo Governo Temer, como a PEC 55/2016, que vai contra os interesses do serviço público. Mas hoje os associados vieram manifestar suas posições e nós temos que respeitar os votos deles. E nesse sentido, a votação não alcançou os 2/3 exigidos para a deflagração da greve.”, afirma Welter Cantanhêde, diretor da ADUFPI.


Os resultados das Assembleias serão encaminhados ao Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN). “Vamos agora enviar os resultados das Assembleias para o ANDES, nosso Sindicato Nacional, que se reunirá nos dia 19 e 20 desse mês, em Brasília, onde serão tratadas novas deliberações. A recusa da greve por parte dos docentes, apenas nos diz que devemos construir outras plataformas de luta,  com mobilizações e ampliação dos debates sobre os impactos da PEC 55/2016, antiga PEC 241 no Congresso, e as demais Reformas que atacam os direitos dos trabalhadores e de setores estratégicos, como Saúde e Educação.”, afirma Raimundo Moura, vice-presidente da ADUFPI.

Fonte: ADUFPI

Veja também

PIAUÍ 6637658462603860566

Postar um comentário

Últimas Notícias

item