Bocainense quer ficar entre ‘os 100’ na São Silvestre

BOCAINA - Desde a adolescência o Antonio Vieira Sobrinho, mais conhecido como Surica, carrega o sonho de correr a tradicional corrida de Sã...

BOCAINA - Desde a adolescência o Antonio Vieira Sobrinho, mais conhecido como Surica, carrega o sonho de correr a tradicional corrida de São Silvestre, realizada tradicionalmente no dia 31 de dezembro em São Paulo. Mas por falta de oportunidade, o sonho teve que ser adiado. Mesmo assim ele não desistiu e continuou se preparando, como se soubesse que mais cedo ou mais tarde o grande dia chegaria.  

Surica intensificou os treinos e quer fazer história na São Silvestre. (Foto: Antonio Rocha)
“No início do ano vendo uma reportagem sobre a São Silvestre minha mulher falou, por que você não ajunta um dinheirinho e participa dessa corrida, aquilo me tocou muito e eu falei vou participar”, acrescentou. 

Natural da cidade de Bocaina, a 20 quilômetros de Picos, Surica gosta de treinar ao ar livre, próximo a natureza. Três vezes por semana o corredor faz um percurso de 11 quilômetros em aproximadamente 37 minutos, tempo considerado bom para quem quer se destacar nos 15 quilômetros da São Silvestre. Inicialmente o atleta amador tinha como meta apenas participar da corrida, desde o mês de setembro ele intensificou os treinos e cuidou da alimentação e agora busca uma colocação melhor na sua categoria, que é dos 40 aos 44 anos. O corredor quer fazer história na principal corrida de rua da América Latina. 

"Já vou para atingir um objetivo, que é talvez chegar em primeiro na minha categoria e está entre os 100 primeiros na São Silvestre", frisou. 

Surica já disputou e venceu diversas corridas de rua. Ele já garantiu a inscrição na prova em São Paulo, mas, a falta de dinheiro poderia dificultar a participação dele na competição. Após campanha nas redes sociais e entre amigos, o corredor diz estar surpreso com o apoio recebido. 

Surica cruza linha de chegada em corrida de rua em Bocaina. (2013). (Foto: Antonio Rocha)
"Nunca imaginei que o povo de Bocaina fosse me apoiar como estão me apoiando agora, eu tinha medo dessa viagem pela condição que eu não tinha, mas graças a Deus todos estão compartilhando, lojas, pessoas na rua e graças a Deus vou poder realizar esse sonho", disse o corredor. 

Durante a corrida Surica usará uma faixa branca com a frase "Bocaina – Piauí”. Na cidade não se fala em outra coisa e o clima é de muita expectativa. O pescador Roberval Santos, que é primo da esposa de Surica, acredita que o gesto do amigo servirá de incentivo para os jovens. “É uma coisa que vai servir para o futuro, e incentivar outras pessoas a buscarem realizar seus sonhos”, afirmou. 

Idealizada pelo jornalista Cásper Líbero no ano de 1924, a prova chega a sua 92ª edição e contará com a participação de 30 mil corredores.  

O corredor viaja neste domingo para São Paulo e antes de embarcar ele fez questão de agradecer o apoio dos  . “Gostaria de agradecer a cada um que me ajudou e para mim cada passada que eu der na São Silvestre será para todos vocês, bocainenses e piauienses. Quero dizer ainda para que o Brasil ame os brasileiros como nós o amamos”, finalizou. 

Segue abaixo o contato e dados bancários para quem quiser ajudar o atleta da região de Picos: 

Celular (Oi): (89) 8801-0859

Depósito Bancário 
Caixa Econômica Federal
Agencia: 0639
Operação: 013
Conta Poupança: 29564-3

Matérias relacionas: 














Veja também

ESPORTE 3492661899262073909

Postar um comentário

Últimas Notícias

item