Estudantes têm inscrições no Sisu hackeadas em Picos

PICOS - A Lucila Ribeiro pretendia utilizar a nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem 2016 para tentar uma vaga no curso ...



PICOS - A Lucila Ribeiro pretendia utilizar a nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem 2016 para tentar uma vaga no curso de medicina. A estudante fez a inscrição no Sistema de Seleção Unificada – SISU, e aguardava ansiosa pelo resultado, mas ao consultar o site descobriu que a sua conta havia sido hackeada. 

Estudantes tiveram inscrição no Sisu alteradas. (Foto: Antonio Rocha)
Segundo a estudante a última vez em que ela conseguiu acessar a plataforma do Sisu foi no sábado (28), a partir do domingo não teve mais acesso e para conseguiu visualizar o resultado, divulgado na última segunda-feira (20), ela teve que mudar a senha e novamente teve uma surpresa, as duas opções de curso estavam em branco. 

“Na segunda-feira saiu o resultado do Sisu e quando eu tentei acessar recebi a mesma mensagem que o usuário ou senha estavam inválidos, eu criei uma nova senha e consegui entrar e ao ver o boletim os dois cursos que eu tinha colocado como opção não apareciam, estavam em branco, como se eu não tivesse me inscrito”, afirmou. 

Com a Wislene Silva aconteceu a mesma coisa, a estudante também teve a conta de e-mail hackeada e a inscrição alterada. Na página do   Sisu, as duas opções de curso estão em branco, é como se ela não tivesse feito a inscrição. 

“Foi um susto por que eu não consegui nem entrar, só depois que eu mudei a senha foi que eu consegui entrar vi que as opções tinham apagado, primeiro eu pensei que seria problemas no sistema, mas depois eu vi o caso da menina que tinha tirado uma nota alta no Enem e ia passar para medicina e mudaram a opção dela para engenharia da cachaça, aí eu senti que poderia ter sido hackeada”, afirmou. 

De acordo com Lucila, ela tentou entrar em contato com o MEC para obter uma resposta sobre o que de fato aconteceu com a sua inscrição e a de sua colega, mas não obteve sucesso, pois foi recomendada procurar o SESU, que segundo a estudante não disponibiliza número para contatou ou e-mail.   


“Eu pretendo esgotar todas as opções por que a gente realmente quer saber o que aconteceu, que problema é esse, por que o Site do Sisu deveria ser confiável”, frisou.

Nos dois casos, o que chama atenção é que as estudantes moram na mesma casa no bairro Junco em Picos e são naturais da cidade Pio IX, a cerca de 130 quilômetros do município de Picos.  As inscrições no Sisu foram hackeadas da mesma forma.  As estudantes afirmaram que irão buscar uma resposta do MEC. 

“Com a gente foi mais tranquilo por que já estamos na universidade, mas quanto aos estudantes que passaram o ano se preparando para poder fazer um bom Enem e fazer um bom curso e acabar com o Sisu hackeado e não poder cursar nada por que alguém foi e apagou”, disse.   

Sobre o caso, o Ministério da Educação (MEC)  afirmou na última terça-feira, através de nota,  que não registrou "indício de acesso indevido a informações de estudantes cadastrados/ que configure incidente de segurança. O governo diz que vai acionar a Polícia Federal para apurar os casos relatados pelos alunos.  





Veja também

PICOS 3655864110946391811

Postar um comentário

Últimas Notícias

item