Jovem canabravense se destaca como confeiteira

SÃO JOÃO DA CANABRAVA – A opinião de quem já provou dos bolos e salgados feitos pela jovem Tatiane Barbosa é unanime: “são deliciosos”. N...


SÃO JOÃO DA CANABRAVA – A opinião de quem já provou dos bolos e salgados feitos pela jovem Tatiane Barbosa é unanime: “são deliciosos”. Nos últimos três anos Tatiane se dedica a fazer e confeitar bolos para festas de aniversários, casamentos e confraternizações e o trabalho vem chamando atenção. 

Tatiane preparou um bolo durante a entrevista. (Foto: Antonio Rocha)


De acordo com Tatiane, tudo começou de forma improvisada, pois no início ela não sabia confeitar e apenas vendia as fatias de bolo no bairro onde mora, até que um dia um cliente insistiu para ela fazer um bolo de aniversário.   

“No princípio a gente começou vendendo as fatias de bolo na rua, até que uma cliente achou muito gostoso e pediu por encomenda, só que eu não sabia confeitar, só que a pessoa insistiu então eu fiz e vem dando certo”, conta. 

Bolo de aniversário feito por Tatiane. (Foto: Canabrava News)

Natural de São João da Canabrava, Tatiane cursa enfermagem na Universidade Federal do Piauí (UFPI), e passa a semana em Picos e os finais de semana no bairro Aparecida, com a mãe e a irmã mais nova que também é universitária.  

Antes de começar a fazer bolos a família de Tatiane trabalhava com a venda de salgados, que eram vendidos de porta em porta no próprio bairro e nos finais de semana faziam canjica e pudim de leite para serem comercializados da mesma forma. A venda dos bolos confeitados ajuda com as despesas nos estudos. 

“Antes a renda da gente era muita baixa, depois que eu comecei a vender bolo, com esse dinheiro eu compro as apostilas, pago a passagem, que antes não teria como fazer isso

Tatiane é acadêmica de Enfermagem da UFPI. (Antonio Rocha)

Para se aperfeiçoar na arte de confeitar Tatiane passou a assistir vídeos na internet e recentemente fez um curso na área. Ela conta que gosta do que faz e busca em primeiro lugar a satisfação dos clientes.  

“Eu a faço mais por gostar do que por lucro. Faço para todas as idades, os clientes é quem escolhem os sabores, a personalização, se é com personagens ou times de futebol, se for homem ou mulher a gente caracteriza do jeito que o cliente solicitar”, comenta. 

A futura enfermeira conta que mesmo depois que se formar pretende continuar fazendo e confeitando bolos. 

“Eu gosto muito de fazer bolos, ás vezes o cliente pede um bolo que eu nunca fiz, eu vou à internet procurar como fazer esse bolo, e ás vezes sai melhor que eu pensava, quero continuar fazendo mesmo depois de formada”, acrescenta. 

Para dar conta das encomendadas a jovem conta com a ajuda da mãe Jailza e a irmã Tatiely.  “A minha mãe e a minha irmã me ajudam no trabalho e as vezes até os vizinhos, que fazem as entregas comigo. A gente continua vendendo, aos sábados, de porta em porta aqui em aparecida e na Varjota”, acrescentou.



Tatiane ao lado da mãe, dona Jailza. (Foto: Antonio Rocha)


Veja também

SJC 1484023667047905418

Postar um comentário

Últimas Notícias

PUBLICIDADE

item