Roberto Leal crítica reformas de Temer na Câmara

SÃO JOÃO DA CANABRAVA – Na última quarta-feira (28) a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou o relatório de Romero Juc...



SÃO JOÃO DA CANABRAVA – Na última quarta-feira (28) a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou o relatório de Romero Jucá (PMDB-RR) favorável à reforma trabalhista e sem alterações ao texto aprovado pela Câmara dos Deputados.  

Durante sessão realizada na tarde desta sexta-feira (30) o vereador Roberto Leal (PRTB) usou a tribuna para lamentar a crise política que vive o Brasil e criticar as reformas, Trabalhista e da Previdência, propostas pelo Governo Temer. 

Para o parlamentar, ambas as reformas representam prejuízo para a classe trabalhadora de modo geral, não apenas os agricultores, mas todos os brasileiros. 

 “As reformas que o governo pleiteia ao Congresso é simplesmente uma forma de eliminar a estrutura do país, hoje nós vemos, o Papa se manifestou sobre o cooperativismo, associativismo, sindicalismo, ou seja, o povo brasileiro não pode aceitar essas reformas de braços cruzados”, disse. 

Vereador Roberto Leal. (Foto: Antonio Rocha)
Roberto Leal criticou ainda a intenção do Governo de enfraquecer o movimento sindical. A partir da proposta a contribuição sindical deixará de ser obrigatória. Caberá ao trabalhador autorizar o pagamento. Atualmente, é obrigatória e descontada uma vez por ano diretamente do salário do trabalhador.

“Eles estão tentando acabar com os sindicatos, acabar as associações, para que o povo não tenha força para enfrentar os poderosos, da forma que está nós voltamos aos tempos da ditadura militar, nós seremos escravos de nós mesmos, não temos mais o sonho de ver um filho na faculdade, o sonho de uma aposentadoria, e isso vai acontecer se a as reformas da Previdência e Trabalhista forem aprovadas”, argumentou. 







Veja também

SJC 4652166221251536941

Postar um comentário

Últimas Notícias

PUBLICIDADE

item