Numero de roubo de veiculo cresce 32% no Piauí


O número de veículos cresceu 32% no primeiro trimestre de 2018 com relação ao mesmo período de ocorrências registradas no ano passado, segundo levantamento realizado pela Secretaria de Segurança Pública do Piauí. Somente em Teresina, foram 673 veículos roubados de janeiro a março desse ano.

O Delegado da Polícia Civil, Luciano Alcântara, coordenador da Polinter (Polícia Interestadual), responsável pela repressão a crimes como roubo de carros, motocicletas, cargas e desmanche de quadrilhas em todo o Piauí, afirma que o aumento das ocorrências pode ser explicado: quadrilhas especializadas em roubos de carros soltas no final de 2017 e também a uma nova modalidade de roubos de carros utilizados para realizar outros assaltos.

Segundo o titular da Polinter, na grande maioria dos casos a modalidade que está sendo adotada é agir contra transeuntes, residências e estabelecimentos comerciais e depois abandonam o veículo. “Nós tivemos esse crescimento de mais de 30% nos casos de roubo a veículos, mas a Polinter tem feito um trabalho efetivo com operações para prender e tirar de circulação pessoas que reiteradamente cometem esse tipo de crime, considerado complicado, porque os envolvidos não permanecem com veículo. Eles utilizam para cometer outros assaltos e depois abandonam”, destacou.

No último dia 5 de junho, a polícia deflagou a operação Avalanche, que cumpriu 11 mandados de prisão contra suspeitos de tráfico e roubo de carros em Teresina. A iniciativa foi uma ação integrada que reuniu policiais da Polinter, do DOE (Divisão de Operações Especiais) e da DEPRE (Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes). Ela foi coordenada pelos delegados Luciano Alcântara e Cadena Júnior.

“Estamos fazendo uma análise com base nas ocorrências de crimes que chegam até a Polinter para montar ações em bairros específicos e identificar pessoas que cometem crimes recorrentes na capital. Após a conclusão dessa fase, vamos deflagrar mais operações em Teresina e tirar de circulação todas as pessoas que praticam roubo de carro. A Avalanche foi só a primeira”, adiantou o delegado.



Maranhão é o maior receptador de carro

De acordo com levantamento dos analistas criminais da Polinter, o crime de roubo de veículos é considerado bastante dinâmico, pois existem ocorrências em todas as zonas da cidade e sempre com migração dos criminosos para as mais diferentes áreas. “É um crime muito dinâmico e não temos como definir uma zona específica com maior número de roubos de veículos”, acrescentou o delegado Luciano Alcântara.

O coordenador da Polinter lembra que o estado do Maranhão é maior receptador de carros roubados do Piauí, por isso é feito um trabalho em conjunto com as policias civil e militar, tanto que conseguimos recuperar 626 carros dos 673 roubados na capital”, disse.

Luciano Alcântara orienta os motoristas para que tome alguns pequenos cuidados que podem ser muito úteis para evitar roubos de carros, segundo o delegado, o mais importante são os horários, já que simples medidas de precaução podem ter efeito eficaz para inibir a ação de ladrões.

“Os horários do início da manhã entre 05h30 e 8 horas, meio dia e final da tarde e início da noite, correspondendo os horários das 17h30 às 19 horas, são os horários que precisam de maior atenção dos motoristas, principalmente ao chegar e sair de casa. Qualquer movimentação diferente na sua rua o recomendado é que não entre em casa e acione a Polícia Militar através do 190”, destacou.

Mulheres são principais alvos em Teresina

Algumas quadrilhas especializadas têm opção por roubar carros de luxo e picapes, mas existe também um outro grupo que prefere carros populares para serem usados em outros assaltos e depois abandonados. Ainda segundo o setor de inteligência da Polícia Interestadual do Piauí (Polinter) as mulheres são as principais vítimas de roubos de carros em Teresina.

“Nós percebemos que não há uma busca por um veículo específico, já que a intenção deles atualmente é usar esses veículos em outros assaltos. Mas com relação ao perfil das vítimas podemos afirmar que as mulheres são o maior número. Geralmente quando estão sozinhas e nos horários de saída e chegada do trabalho”, declarou.

A partir dessas ocorrências, a polícia precisa agir de forma estratégica para inibir a ação dos criminosos e ainda na recuperação dos veículos, nos casos em que eles foram roubados. O delegado ressalta também a grande incidência de roubos de motocicletas na capital, que representa a maioria do montante de 673 ocorridos no primeiro trimestre de 2018.

Não existe uma forma totalmente eficaz para se proteger contra furto ou roubo de carro. Uma das formas de poder prevenir o crime é utilizar de bom senso na hora de estacionar o carro, procurando deixá-lo em local seguro – de preferência em um estacionamento fechado e protegido contra influências externas. Outra dica também é prestar atenção onde irá circular durante o dia ou a noite. É importante se precaver e pesquisar se o caminho que fará para algum destino tem pontos de risco, com alta taxa de criminalidade e, claro, não passar por eles.

Fonte: Meio Norte
Numero de roubo de veiculo cresce 32% no Piauí Numero de roubo de veiculo cresce 32% no Piauí Reviewed by Ray Bezerra on 16.6.18 Rating: 5

Nenhum comentário

Feat