Renê supera desconfiança e cresce no Flamengo

Foto: Reprodução/Globoesporte Logo após a eliminação do Peru na Copa do Mundo, Trauco declarou que não tinha mais interesse de atuar n...

Foto: Reprodução/Globoesporte

Logo após a eliminação do Peru na Copa do Mundo, Trauco declarou que não tinha mais interesse de atuar no Flamengo. A repercussão não foi tão alarmante pois o peruano tem sido reserva de Renê, que, por sua vez, tem superado a desconfiança, dado conta do recado e sido muito elogiado pelas atuações ao longo de 2018.

Desde o início de 2017 no Fla, Renê chegou para ser reserva imediato de Trauco, badalado reforço para o time de Zé Ricardo. Se não conseguiu ter uma sequência positiva no ano passado, em 2018, titular desde o início da temporada, Renê já está perto de superar o número de jogos da primeira temporada – restam cinco partidas, quando chegará a 35.

E, por falar em números, o defensor ex-Sport pode se amparar a eles neste Brasileiro para ressaltar a sua importância na competitiva equipe de Maurício Barbieri. Até aqui, com 11 partidas na competição, Renê lidera, dentre os jogadores do Flamengo, quatro quesitos importantes para a sua função: interceptação, lançamentos, passes e rebatidas.

Renê nunca foi unanimidade entre os flamenguistas, mas fez a resistência sobre si esvair com a segurança defensiva e o equilíbrio que trouxe para o Rubro-Negro, sobretudo. De acordo com números do Footstats, no Fla, Renê é o que mais intercepta, o que mais participa da troca de passes, o que mais lança corretamente e também o maior rebatedor do time.

CONFIRA NÚMEROS DE RENÊ NO BR-18

Interceptação – 8 certas (aproveitamento de 89%) / 4º no geral e 1º no Fla
Lançamentos – 27 certos (aproveitamento de 47%) / 1º no Fla (de linha)
Passes – 579 certos (aproveitamento de 90%) / 6º no geral e 1º no Fla
Rebatidas – 61 (média de 5,5 por jogo) / 21] no geral e 1º no Fla

TÔ AQUI!

Em 2018, Renê também é um dos mais presentes do elenco. Em 35 partidas do Flamengo, o piauiense de 25 anos já esteve em 30. Cabe destacar que o seu contrato com expira no fim de 2020, sendo avaliado em R$ 7,7 milhões.

NO MERCADO POR UM LATERAL

Pelas características do Flamengo, Renê não colabora tanto no apoio, até por isso, só realizou seis cruzamentos certos neste Brasileiro e não foi às redes. Tem melhor senso de marcação do que o insatisfeito Trauco, o que o fez encerrar o rodízio no setor e assumir o posto de maneira incontestável.

– É sempre bom fazer gols, mas é difícil pela posição que jogo. Tento ajudar na construção das jogadas, é para isso que eu trabalho e quero evoluir. Espero ajudar minha equipe com assistências e gols – comentou Renê, que não costumava avançar muito quando Vinícius Júnior ocupava a ponta esquerda.

Contudo, na tentativa de negociar por Trauco na casa dos R$ 10 milhões, o Fla monitora o mercado em busca de um lateral-esquerdo para ser a sombra de Renê. Uendel, do Internacional, e o também peruano Alexi Gomez, do Minnesota United (EUA), já foram ventilados, mas nada de negociação – por ora.

LanceNet
Adsense aqui 21 maio

Veja também

FUTEBOL 96391147813888400

Postar um comentário

Últimas Notícias

Arquivo

item