Central de Flagrantes de Picos. (Foto: Canabrava News)
O estado do Piauí fechou o ano de 2019 marcado com um total de 12 assassinatos que ocorreram entre os dias 24 e 31 de dezembro em vários municípios. Os dados foram levantados pelo GP1 e dão conta que os casos ocorreram em Altos, Morro Cabeça no Tempo, Teresina, Jaicós; Picos; Piripiri e Monsenhor Hipólito.

As vítimas foram identificadas como Francisco Edivaldo Barbosa; Alfredo Mariano Filho; José Geraldo da Silva; Edilson Gonçalo de Oliveira; Murilo e Douglas; Paulo Sérgio Vieira da Silva; Sildimar de Oliveira Ribeiro; Francisco Sampaio; José Darlan Alves; e Adriano Rodrigues da Silva. Uma das vítimas não foi identificada.

Teresina, Capital do estado, registrou um final de semana violento, onde quatro pessoas morreram. Somente entre os dias 28 e 31 de dezembro foram registrados três homicídios, um duplo homicídio e um feminicídio, totalizando seis vítimas.

No dia 28 de dezembro, duas pessoas identificadas como Murilo e Douglas foram mortas com pelo menos 10 tiros por volta de 16h em um salão de beleza, localizado na Rua Nova Olinda, bairro Anita Ferraz, zona leste de Teresina.

De acordo com o capitão Marcos Antônio, do 5º Batalhão da Polícia Militar, testemunhas relataram que as vítimas estavam cortando o cabelo, quando um suspeito entrou no local se passando por cliente e acabou efetuando disparos contra Murilo, que era considerado o alvo. Logo em seguida, outros dois suspeitos também entraram no local e efetuaram mais tiros, atingindo também Douglas que, a princípio, não tinha relação com o desafeto.

Já no domingo (29), uma mulher identificada como Sildimar de Oliveira Ribeiro, de 57 anos, foi assassinada a tiros pelo ex-marido, identificado como Gilson Soares Félix por volta de 2h, dentro de um apartamento no bairro Morada Nova, zona sul de Teresina. Após o crime, o homem cometeu suicídio.

Segundo informações do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), os dois passaram cinco anos juntos, mas estavam separados há pelo menos três meses. Gilson Soares Félix foi até o apartamento de Sildimar Oliveira e efetuou quatro disparos, que atingiram o peito, ombro, pescoço e rosto da vítima. Após o crime, Gilson efetuou um disparo na própria cabeça. Ambos não chegaram a ser socorridos e morreram ainda no local do crime.

Dia 31 de dezembro

Na zona norte de Teresina, no bairro Água Mineral, um fugitivo da Casa de Custódia Professor José Ribamar Leite, identificado como Adriano Rodrigues da Silva, 38 anos, vulgo “Porcão”, foi executado com 11 tiros na madrugada de terça-feira (31), por volta de 2h45, dentro de uma residência.

Segundo informações do capitão Leodomir, da Força Tática do 9º Batalhão da Polícia Militar, Adriano já era bastante conhecido pela polícia. “Esse elemento é conhecido na região da Água Mineral como ‘Porcão’. Ele era fugitivo da Major César e havia roubado um taxista há uns 15 dias. Antes de ser morto, por volta de 23h, ele havia baleado um elemento nas proximidades do balão da Coca-Cola”, relatou.

Ainda no mesmo dia, o corpo de um homem ainda não identificado foi encontrado por volta de 7h30, na Rua Firmino Pires, no Centro de Teresina. Segundo informações do capitão João, do 1° Batalhão da Polícia Militar (1°BPM), o corpo foi achado por populares, próximo ao prédio da Secretária Municipal de Administração e Recursos Humanos (SEMA) com uma perfuração de faca no peito esquerdo.

Altos

No dia 24 de dezembro, um homem identificado como Francisco Edivaldo Barbosa, de 32 anos, morreu após ser alvejado com disparos de arma de fogo em um estabelecimento conhecido como Bar do Marcos, localizado no bairro São Luís, em Altos. O principal suspeito não foi identificado.

De acordo com o agente Nascimento, da Polícia Civil, o caso aconteceu por volta das 19h30 no cruzamento da Avenida Nossa Senhora de Fátima com a rua Anísio de Abreu. Prontamente, a guarnição foi acionada no local.

Morro Cabeça no Tempo

No dia 26 de dezembro, Alfredo Mariano Filho, de 40 anos, foi morto a facadas em um bar na cidade Morro Cabeça no Tempo, situada no Sul do Piauí.

A equipe da Polícia Militar de Avelino Lopes se deslocou até a região para dar apoio ao efetivo em serviço no município. Segundo informações de populares que estavam no local onde ocorreu o crime, o acusado conhecido como Tatu, possuía um desafeto com a vítima.

Ainda de acordo com informações repassadas a polícia, o suspeito chegou no bar e viu sua companheira bebendo com Alfredo, em seguida retirou-se do local, retornando pouco tempo depois com uma faca, com a qual desferiu uma facada na altura do pescoço da vítima.

Jaicós

Na noite de sábado, 28 de dezembro, por volta de 21h30, um homem identificado como José Geraldo da Silva, de 57 anos, foi morto com um tiro no peito e o principal acusado do crime é o próprio irmão. O caso ocorreu no Povoado Sítio, zona rural do município de Jaicós.

De acordo com a Polícia Militar, a motivação do crime ainda não foi esclarecida. “A ação aconteceu após uma bebedeira e como se trata de um crime entre familiares, ninguém quer repassar informações para a polícia”, relatou um policial que não quis ser identificado.

A arma utilizada no crime foi uma espingarda ‘bate-bucha’ e o principal suspeito de ter cometido o homicídio trata-se de Luiz da Silva, que fugiu após a ação delituosa, porém os policiais continuam em diligências em busca do acusado.

Picos

O proprietário de uma granja, identificado como Edilson Gonçalo de Oliveira, de 59 anos, foi assassinado na tarde de sábado, 28 de dezembro, por dois bandidos durante uma tentativa de assalto na Rua do Cruzeiro, no centro da cidade de Picos. Segunda a Polícia Militar, os suspeitos fugiram logo após o crime.

De acordo com a perícia criminal, era por volta de 14h, quando os suspeitos chegaram na Granja Edilson, anunciaram o assalto e renderam os funcionários do local. Edilson Gonçalo acabou reagindo à ação criminosa e foi atingido com dois tiros, que acertaram a boca e abdômen da vítima.

Piripiri

Um idoso identificado como Francisco Sampaio, de 74 anos, foi assassinado na tarde de domingo, 30 de dezembro, por volta das 14h30, durante um assalto. O caso ocorreu próximo ao bairro Petecas, zona rural de Piripiri.

Segundo informações cedidas pelo sargento Rodrigues da Polícia Militar, a vítima foi abordada por dois criminosos armados, que exigiram sua motocicleta. Não conformado, Francisco teria reagido ao assalto e acabou sendo atingido com um tiro no peito esquerdo, vindo a óbito no local.

“Segundo testemunhas, ele reagiu ao assalto, atiraram no peito esquerdo dele e acabou vindo a óbito no local. Foi um tiro a queima roupa. Os bandidos levaram a moto dele”, explicou o sargento.

Monsenhor Hipólito

José Darlan Alves, de 44 anos, foi assassinado no dia 30 de dezembro, por volta de 7h30min, com pelo menos três disparos de arma de fogo próximo a igreja matriz, da cidade de Monsenhor Hipólito, distante 385 km de Teresina.

Segundo o tenente Sanches, do 4º Batalhão da Polícia Militar de Picos, a polícia ainda não identificou os acusados de terem cometido o homicídio. A vítima tinha sido liberada do sistema prisional para passar o natal e o ano novo com a família.






Fonte: GP1

Comente




Postagem Anterior Próxima Postagem