Foto: divulgação
O governo do Piauí divulgou nesta segunda-feira (25) o resultado da quarta etapa da amostragem estadual sobre a Covid-19. As estimativas do estudo revelaram uma redução na propagação da doença mas apontam ainda 66.299 pessoas infectadas no estado, destas cerca de 36.014 ainda em período de transmissão do vírus.

O estudo foi feitos em 3.999 pessoas testadas em 11 municípios.  Foram detectados casos positivos em 81 residências pesquisadas.

A taxa da população infectada é de 0,02%. O levantamento da Sesapi deste domingo, aponta 2.852 notificados o que equivale a 23 infectados subnotificados para cada caso notificado pela Secretaria Estadual de Saúde.

"A pesquisa revela que o crescimento, de uma semana para outra, reduziu. Por isso que nós temos que reforçar aqui, usar a máscara, a gente não pode relaxar. Cuidado com a roupa, com o sapato. O uso do álcool em gel, o distanciamento, conversar com as pessoas da sua casa mas mantendo o distanciamento para evitar contaminação", disse o governador.

Segundo a amostragem, o Piauí teria nesta etapa até 90 mil casos com as subnotificações mas a pesquisa revelou um número inferior, o que aponta para uma redução na contaminação, que deve se manter com as medidas de isolamento.

"Nós iríamos para 88-90 mil pessoas e caiu para 66 mil. Agora ele entra numa lógica que é abaixo da projeção projetada para o Piauí", disse Wellington.

Retomada de atividades:

O governador avalia  os dados como positivos e garante que até a primeira semana de junho terá uma definição sobre indicativos de retomada gradual das atividades econômicas.

Dias aponta que cerca de 62% das UTIs estão ocupadas mas que esta semana há previsão da chegada de novos respiradores para o sistema de saúde do Piauí. De acordo com o governador, foram adquiridos 100 respiradores da Turquia pelo Estado que devem se somar a mais 70 comprados pela prefeitura de Teresina.

"Essa elevação na capacidade de atendimento, essa redução na transmissão do coronavírus, vai ser decisiva para essa tomada de decisão antes do dia 7 de junho, estamos marcando para o dia 5. Estamos debatendo quais setores iremos retomar, quantos por cento da população se coloca em atividade econômica, quais as regras para não transmitir entre os trabalhadores e clientes", apontou Dias.

Para o governador, todos os estudos apontam que agora neste mês de junho haja uma estabilização da propagação da doença no estado. "A gente precisa ter a tranqüilidade para que, se adoecer, a gente vai ter vagas para tratar", disse.

Busca ativa:

O governador também reforçou a importância da busca ativa de infectados, identificando pessoas contaminadas e seguindo os passos desses pacientes na busca por novos contaminados pelo vírus.

"Essas pessoas já vão para o isolamento. Junto com isso a gente evita a transmissibilidade e já coloca as pessoas que apresentam os sintomas em tratamento precoce", disse.

Wellington Dias defende o tratamento com uso de antibióticos e corticóides. Sem citar nomes de medicamentos, ele explica que o critério é usado pelo médico com o aval do paciente. "Começando mais cedo, cura mais cedo. Tratando mais cedo, com a medicação que o médico lhe receitar você consegue evitar mais cedo a infecção. Com isso menos pessoas indo para UTI, menos pessoas tendo que chegar a um agravamento".

Número de óbitos:

Dias lamentou as 110 mortes no estado por Covid-19, somada a outras comorbidades registradas até domingo (24). Apesar de elevado, ele avalia o número como "menor" se comparado à situação de outros estados onde houve colapso na rede hospitalar.

"Muita gente morreu no país por falta de um leito de UTI, falta de um respirador, falta de uma equipe médica. Felizmente o Piauí não viveu isso e nem quer viver".

O número de leitos ainda disponíveis e um indicativo de redução da propagação do vírus apontam para uma estabilização da doença no estado mas ainda exige cuidados de distanciamento e higiene. "Isso nos dá a segurança, segundo a ciência, da gente ter a retomada com grande responsabilidade".

Fonte: Cidadeverde.com
Reporter: Valmir Macêdo

Comente




Postagem Anterior Próxima Postagem