No inicio da noite desta quinta-feira, 09, a secretaria de Saúde de Bocaina informou por meio de nota que o município registrou mais seis casos positivos de Covid-19. Segundo a nota, foram realizados 12 testes rápidos através do Programa Busca Ativa, sendo que seis pessoas testaram positivo para a doença. Agora são 41 pessoas infectadas pelo novo coronavírus no municipio.

Testes foram realizados pelo Programa Busca Ativa. Foto: Antonio Rocha
Os novos casos são quatro homens com idade entre 15 e 45 anos e duas mulheres com idade entre 22 e 43 anos. Segundo a Secretaria de Saúde, todos cumprem isolamento domiciliar e são acompanhados por equipes de Estratégia Saúde da Família e Vigilância em Saúde. 

Seguem os casos de acordo a sequencia detalhada:


36º caso: Paciente do sexo masculino, 45 anos. O paciente é residente na sede do município, apresentou sintomas e foi orientado a isolamento domiciliar.

37º caso: Paciente do sexo feminino, 43 anos. A paciente é residente na sede do município, apresentou sintomas e fora orientada a isolamento domiciliar.

38º caso: Paciente do sexo masculino, 15 anos. O paciente é residente na sede do município, apresentou sintomas e foi orientado a isolamento domiciliar.

39º caso: Paciente do sexo feminino, 22 anos. A paciente é residente na sede do município, apresentou sintomas e foi orientada a isolamento domiciliar.

40º caso: Paciente do sexo masculino, 37 anos. O paciente é residente na sede do município, apresentou sintomas e foi orientado a isolamento domiciliar.

41º caso: Paciente do sexo masculino, 42 anos. O paciente é residente na zona rural do município, apresentou sintomas e foi orientado a isolamento domiciliar.

Prevenção, contágio e sintomas

Lavar as mãos de forma correta, uso de álcool em gel, sempre usar máscara, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença. 

Foto: Reprodução
É importante também ficar atento quanto aos principais sintomas (tosse seca, congestão nasal, dores no corpo, diarreia, inflamação na garganta e, nos casos mais graves, febre acima de 37° C e dificuldade para respirar).


CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK 
SIGA O CN1 NO INSTAGRAM

Comente




Postagem Anterior Próxima Postagem