Barreira Sanitária na Barragem de Bocaina. Foto: Secretaria de Saúde. 
Na noite deste sábado, 25, a Secretaria de Saúde de Bocaina divulgou um boletim epidemiológico com dados detalhados sobre os casos do novo coronavírus (Covid-19) no município.


Segundo o boletim, já 77 casos confirmados, 43 pacientes recuperados e 34 pessoas que contraíram a doença estão em isolamento domiciliar sendo monitoradas por equipes de saúde.

A zona urbana concentra quase a totalidade dos casos, o bairro centro tem 47 caos e o bairro Bela Vista soma 20. Em relação às localidades do interior, a Lagoa Grande tem 4 casos, a Vila Crioula tem 2, com 1 caso aparecem no boletim Lagoa dos Currais, Lagoa do Cajueiro, Nova Varjota e  Balceiro. As demais localidades não têm casos registrados.

No município, 39 dos infectados são homens e 38 são mulheres. A faixa etária mais acometida pela doença é entre 31 a 60 anos.

VEJA TAMBÉM: 


Barreiras Sanitárias

Neste domingo, 26, equipes da Vigilância Sanitária com apoio da Polícia Militar realizam barreira sanitária na Barragem de Bocaina. Os profissionais medem a temperatura das pessoas e reforçam as orientações sobre o uso de álcool em gel e o uso correto da máscara, item obrigatório. 

Segundo o secretário de saúde do município, Edilberto Dantas, o objetivo é monitorar o acesso ao balneário e evitar aglomerações.




Notícia da semana 

Na última sexta-feira, 24, após oito dias internado no Setor Covid do Hospital Regional Justino Luz, em Picos, o seu Luís Rodrigues de Carvalho, de 84 anos se recuperou da doença e pode voltar para casa. CLIQUE AQUI e veja essa história completa. 


Seu Luís deixa Hospital Regional Justino Luz. Foto: Reprodução
Prevenção, contágio e sintomas

Lavar as mãos de forma correta, uso de álcool em gel, sempre usar máscara, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença. 

Foto: Reprodução

É importante também ficar atento quanto aos principais sintomas (tosse seca, congestão nasal, dores no corpo, diarreia, inflamação na garganta e, nos casos mais graves, febre acima de 37° C e dificuldade para respirar).


CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK 
SIGA O CN1 NO INSTAGRAM
CONHEÇA NO NOSSO CANAL NO INSTAGRAM

Comente




Postagem Anterior Próxima Postagem