O último adeus a Pedro Isidoro. Foto: Fabiano Sousa.

Era por volta de 12h30 quando o corpo do ex-prefeito Pedro Isidoro Neto chegou a São João da Canabrava. Muitas pessoas aguardavam no portal de São João Batista, que fica na entrada da cidade, a chegada do carro que transportava o corpo do ex-gestor. 

Por causa da pandemia, o último adeus precisou ser rápido para não gerar aglomerações, o momento foi marcado por muita emoção. Em tempos normais, muitas seriam as homenagens prestadas ao primeiro prefeito de São João da Canabrava. 

VEJA TAMBÉM 

Morre aos 65 anos o ex-prefeito Pedro Isidoro

O cortejo seguiu até a Igreja Matriz de São João Batista, onde o foi feita a celebração das Ezequias. Em seguida, foi prestada uma homenagem em frente a prefeitura municipal, e o corpo foi levado para a casa de Pedro Isidoro, onde aconteceu um velório restrito a família.

Por volta de 14h30 o corpo foi transladado para o povoado Conceição, e foi levado direto para a localidade Saco do Riacho, onde fica a casa dos pais do ex-prefeito, após um momento de oração o corpo foi sepultado.
Corpo de Pedro Isidoro chega a São João da Canabrava. Foto: Fabiano Sousa

Pedro Isidoro faleceu na madrugada desta segunda-feira, 03. Segundo a família, a causa da morte está ligada a complicações causadas pela Covid-19 e pela dengue . Ele estava internado no Hospital São Marcos na capital Teresina.

Primeiro prefeito de São João da Canabrava, a morte de Pedro Isidoro, causou comoção nas redes sociais, familiares, amigos e admiradores lamentaram a perda do ex-gestor.

Histórico

Natural do Povoado Conceição, em São João da Canabrava, Pedro Isidoro nasceu no dia 2 de fevereiro de 1955. Foi funcionário público do Ministério da Agricultura e chegou a pleitear o cargo de vereador em Picos em 1982 pelo PDS, obtendo 237 votos. Tornou-se o 1º prefeito de São João da Canabrava, sendo eleito em 1988 (PFL) com 1625 votos. Foi ainda eleito prefeito por mais duas vezes, 1996 e 2000. Deixa como grande legado o amor e a dedicação a sua terra e uma legião de amigos.

Fonte: Professor Cláudio Roberto


Comente




Postagem Anterior Próxima Postagem