Chuvas elevam o nível da Barragem de Bocaina

BOCAINA – As chuvas que caíram na última quinta-feira (26) nos municípios de São João da Canabrava, São Luís do Piauí e Bocaina fizeram o...


BOCAINA – As chuvas que caíram na última quinta-feira (26) nos municípios de São João da Canabrava, São Luís do Piauí e Bocaina fizeram os córregos transbordar, causaram enchentes nos rios Bananeira e Guaribas e parte do volume de água chegou a barragem de Bocaina. 

Chuvas amenizam a situação do reservatório de Bocaina. (Foto: Raimundo Neto)

O morador da comunidade Sussuara, na zona rural do município de Bocaina, Raimundo Neto, vem acompanhando de perto a seca que afeta a barragem e após as chuvas de ontem, ficou curioso para saber se o açude tinha “tomado água” e na tarde desta sexta-feira (27) foi a localidade Barreiras, e, segundo ele, foi possível notar o aumento no volume do reservatório.  

“É bem notável o aumento. Nesse trecho onde tinha um antigo cemitério, na localidade Barreiras, o mesmo foi coberto e acho que já aumentou alguns metros da praia”, relatou. 

Em entrevista ao CN1, o Técnico de Barragens do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas - DNOCS, Francisco Alves, afirmou que o reservatório recebeu um volume considerável de água, mas ainda não é possível dizer com certeza o impacto da chuva para o volume total do açude. 

“Pelas imagens das chuvas que tive acesso dá para perceber que o foi um bom volume de água, mas ainda não tenho como saber o volume de água que chegou ao reservatório. Na próxima segunda-feira (30), irei a Barragem de Bocaina para medir com precisão o quanto de água entrou no açude”, afirmou. 

Barragem de Bocaina 

A construção da Barragem de Bocaina teve início no ano de 1980 e foi concluída em 1984, sobre a responsabilidade do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS). A obra foi executada pelo Terceiro batalhão de Engenharia e Construção (3º BECnst) sediado na cidade de Picos. 

O reservatório possui capacidade para 106 milhões de metros cúbicos de água, mas devido à falta de chuvas, está com 16 milhões, o que representa apenas 9% da sua capacidade hídrica. Para o Técnico de Barragens do DNOCS, Francisco Alves, essa é a pior seca enfrentada pela Barragem de Bocaina.   



Barragem de Bocaina no mês de dezembro de 2016. (Foto: Raimundo Neto)
Barragem recebeu um volume considerável de água na última quinta-feira. (Foto: Raimundo Neto)

Notícias relacionadas

O impacto da seca na Barragem de Bocaina

Veja também

PIAUÍ 6744989060161960252

Postar um comentário

Últimas Notícias

item