A decisão foi considerada acertada pela Secretária de Educação Elizângela Santos, que defendeu a manutenção das atividades não presenciais.

A prefeita de São João da Canabrava, Mércia Abreu, editou nesta segunda-feira, 28, um novo decreto que prorroga a suspensão das aulas presenciais até o fim do ano letivo. A decisão foi considerada acertada pela Secretária de Educação Elizângela Santos, que defende a manutenção da suspensão das aulas presenciais. 

Inicio do ano letivo em março deste ano. Foto: Divulgação

Segundo Elizângela, essa foi uma decisão democrática, tendo em vista o resultado da consulta pública que foi realizada no início de setembro, quando 81,2% dos entrevistados que fazem parte da comunidade escolar foram contra o retorno das aulas presenciais. 

“Hoje reunimos o comitê integrado de gerenciamento da Covid- 19 no âmbito da Educação e todos foram unânimes em afirmar que não é seguro retornar as atividades presenciais em plena Pandemia”, disse Elizângela.

Ainda de acordo com a secretária de educação, as atividades não presenciais tem funcionado dentro da normalidade. “Consideremos mais seguro permanecer com essa modalidade até o fim do ano letivo”, completou.

VEJA TAMBÉM: 

+ Município conquista a 3ª melhor média do Piauí no Ideb

Na rede municipal de ensino as aulas foram suspensas no dia 16 de março por causa da pandemia do novo coronavírus. As atividades não presenciais foram retomadas no dia 15 de junho com aulas híbridas com mediação tecnológica e ensino remoto. O primeiro semestre letivo foi concluído no dia 25 de setembro. 

Comitê defende que aulas presenciais não devem retornar agora. Foto: Divulgação


Consulta pública

A Secretaria de Educação de São João da Canabrava realizou entre 4 e 8 deste mês uma consulta publica para saber a opinião da comunidade escolar sobre o retorno das aulas presenciais na próxima semana. A pesquisa foi feita através de um formulário na internet e teve 346 participantes, entre pais de alunos, professores, alunos, e servidores da rede municipal de ensino. 

O levantamento mostrou que 81,2% dos participantes foram contra o retorno à escola no modelo presencial, inicialmente previsto para o dia 22 de setembro, em conformidade com o Decreto Estadual n° 19.116 de 22 de junho de 2020, que dispõe sobre adequação do calendário de retomadas de atividades econômicas e sociais. 

Fonte: Secretaria Municipal de Educação 

Ainda de acordo com a pesquisa, 75,7% dos participantes disseram que o retorno à escola só será seguro com imunização contra o novo coronavírus e 21%, quando não houve mais registros de novos casos no município.

Veja Também: Comunidade escolar é contra o retorno das aulas presenciais

Boletim epidemiológico

Segundo boletim epidemiológico divulgado às 17h desta segunda-feira, 28, São João da Canabrava soma 82 casos confirmados de Covid-19 e quatro óbitos. 



Comente




Postagem Anterior Próxima Postagem